Estudo Bíblico: Porque Deus nos conduz ao Deserto (Estudo para o culto de doutrina da Igreja do Betel Brasileiro Geisel)

Porque Deus nos conduz ao Deserto

TEXTO BÁSICO: Êxodo 13.17-22

INTRODUÇÃO

Deserto é uma região geográfica com terra seca, sem vegetação e inabitável. “Zona árida, com precipitações atmosféricas irregulares ou escassas, vegetação inexistente ou rara, relevo formado pela alteração de determinadas rochas, e desprovida de habitantes permanentes” (Dicionário Houaiss).

O deserto, na Bíblia, sempre foi descrito como um lugar abrasador e de secura, habitado apenas por animais ferozes (JÓ24.5; Mt3.1), serpentes e escorpiões (Dt 8.15). O deserto, também, era lugar de refúgio (Ap 12.14), de revelação e chamado (Êx 3.1-3), de provação (Dt 8.1-3), de juízo (Nm 32.13), de tentação (Mt4.1) e de pregação de boas novas (Mc 1.1-4).

Tomamos o “deserto” como uma metáfora da vida, do palco onde se desenrola o drama da vida cristã. E há momentos em nossa vida em que experimentamos uma espécie de “deserto espiritual”, momentos de secura e escassez de alegria espiritual. O objetivo do curso que iniciamos hoje, Viajando pelo Deserto, é motivar espiritualmente o povo de Deus a vencer o deserto.

1. DEUS CONDUZ O SEU POVO AO DESERTO

O nosso texto básico diz: Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não o levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e tome ao Egito. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho; e, arregimentados, subiram os filhos de Israel do Egito (Êx 13.17,18).

Observamos aqui três lições principais:

1.1. Deus está por trás de todos os eventos da História. Quando lemos a sentença: Tendo Faraó deixado ir o povo, podemos interpretar que a saída do povo de Israel do Egito foi um ato político fruto da decisão de um homem. A verdade, porém, é outra. Foi Deus quem tirou o Seu povo do Egito! A saída foi um ato soberano de Deus, uma operação de resgate e libertação. Mas porque o SENHOR vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais, o SENHOR i/os tirou com mão poderosa e vos resgatou da casa da servidão, do poder de Faraó, rei do Egito (Dt 7.8). E o SENHOR nos tirou do Egito com poderosa mão, e com braço estendido, e com grande espanto, e com sinais, e com milagres (Dt 26.8).

1.2. Deus carrega o Seu povo. Deus liberta o povo do Egito e o carrega em direção à terra prometida. O texto básico diz: Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não o levou pelo caminho da terra dos filisteus. A ênfase está no verbo “levar" ou “carregar”, como uma mãe carrega um filho amado. Isaías diz: Ouvi-me, ó casa de Jacó e todo o restante da casa de Israel; vós, a quem desde o nascimento carrego e levo nos braços desde o ventre materno. Até à vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda até às cãs, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei (Is 46.3,4). Moisés compara a ação condutora de Deus, ao cuidado de uma águia: Como a águia desperta a sua ninhada e voeja sobre os seus filhotes, estende as asas e, tomando-os, os leva sobre elas, assim, só o SENHOR o guiou, e não havia com ele deus estranho (Dt 32.11,12). Assim, não há dúvidas! Deus está no comando. Estamos nas mãos de Deus.

1.3. Deus carrega o Seu povo pelo caminho que Ele mesmo escolhe. Quando o povo saiu do Egito, o caminho mais lógico a ser tomado era pela terra dos filisteus. Era o caminho mais perto, mais fácil e mais seguro. Deus, porém, conduziu o povo pelo deserto. Era o caminho mais longe, mais difícil e mais inseguro. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho; e, arregimentados, subiram os filhos de Israel do Egito (Êx 13.18).

O caminho do deserto é o caminho da dependência, da provação, da resistência e da perseverança. O deserto é a estrada da renúncia, da cruz e da fé. O deserto é a estrada divina.

Deus escolheu o caminho que o povo deveria andar e não o caminho que o povo queria tomar. O profeta Isaías declara: Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos (Is 55.8,9).

Em síntese, Deus liberta o Seu povo, conduzindo-o pelo caminho que Ele mesmo escolhe. Precisamos aprender a orar como Davi: Faze-me, SENHOR, conhecer os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas (SI 25.4).

2. POR QUE DEUS CONDUZ O SEU POVO PELO DESERTO?

O nosso texto básico apresenta a primeira razão porque Deus escolheu para Israel, o caminho do deserto: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e torne ao Egito.

A segunda razão apresentada por Deus é a glorificação do nome do Senhor: Disse o SENHOR a Moisés: Fala aos filhos de Israel que retrocedam e se acampem defronte de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom; em frente dele vos acampareis junto ao mar. Então, Faraó dirá dos filhos de Israel: Estão desorientados na terra, o deserto os encerrou. Endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército; e saberão os egípcios que eu sou o SENHOR. Eles assim o fizeram (Êx 14.1 -4).

A terceira razão apresentada por Deus é o da santificação: Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos. Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conhecias, nem teus pais o conheciam, para te dar a entender que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que procede da boca do SENHOR viverá o homem (Dt. 8.2-4). O deserto é uma escola onde aprendemos que o espiritual precede ao material. Crescemos espiritualmente quando enfrentamos um deserto.

Uma última razão a encontramos no Novo Testamento. Paulo fala que no deserto, Deus puniu os infiéis que faziam parte do povo: Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão porque ficaram prostrados no deserto (1 Co 10.1-5). Há muitas pessoas que estão na igreja desfrutando de privilégios, sem, contudo, serem crentes verdadeiros. Por causa da incredulidade, a geração que saiu do Egito, rodou quarenta anos no deserto (Nm 14.20-45) e não entrou na terra prometida.

3. DEUS CAMINHA COMO SEU POVO PELO DESERTO

O nosso texto básico oferece-nos uma terceira lição importante: Deus está conosco no deserto: O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite (Êx 13.21 -26).

E o que significa a presença de Deus?

A presença de Deus significa direção. Ele está presente com o Seu povo a fim de orientá-lo. A nuvem simbolizava a presença orientadora de Deus: Quando a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, os filhos de Israel caminhavam avante, em todas as suas jornadas; se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam, até ao dia em que ela se levantava (Êx 40.36,37). Moisés sabia da importância da direção divina, a tal ponto que ele declara a Deus: Se a tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar (Êx 33.15).

A presença de Deus significa segurança e proteção. Ele sempre protegeu individual e coletivamente os Seus servos. A nuvem durante o dia trazia sombra no calor e a coluna de fogo aquecia o povo nas noites frias do deserto. Jacó estava sozinho e ao relento fugindo do ódio do seu irmão, quando Deus lhe diz: Eis que eu estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei voltar a esta terra, porque te não desampararei, até cumprir eu aquilo que te hei referido (Gn 28.15). Confira Rm 8.38,39.

A presença de Deus também significa encorajamento para a realização de uma tarefa ou para o cumprimento de uma missão. Deus disse a Josué: Ordenou o SENHOR a Josué, filho de Num, e disse: Sê forte e corajoso, porque tu introduzirás os filhos de Israel na terra que, sob juramento, lhes prometi; e eu serei contigo (Dt 31.23). Confira Js 1.5; Jr 1.8; Mt 28.18-20; At 18.9-11.

A presença de Deus significa conforto na tribulação. O cristão está sempre entrando, saindo ou no meio de tribulação. Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel (Is 41.10). Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em f/(Is 43.2).

E, finalmente, a presença de Deus significa poder ou capacitação espiritual. Sem o poder de Deus nada podemos realizar espiritualmente: Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos (Zc 4.5). Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra (At 1.8).

A presença de Deus com o Seu povo no deserto significa capacidade para lutar, resistir e perseverar. Em toda a angústia deles, foi ele angustiado, e o Anjo da sua presença os salvou; pelo seu amor e pela sua compaixão, ele os remiu, os tomou e os conduziu todos os dias da antiguidade (Is 63.9).

CONCLUSAO

Deus conduziu e conduz o Seu povo pelo deserto deste mundo. Ele está no comando e a Sua companhia é certa e segura. Com Ele, estamos convictos de que “não morreremos no deserto”, mas chegaremos à terra que “mana leite e mel”.

Lembremo-nos do que diz o profeta Oséias: Quem é sábio, que entenda estas coisas; quem é prudente, que as saiba, porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão (Os 14.9).

Até a próxima semana.

About these ads

Sou Pastor, músico e professor de teologia. Curso atualmente Análise de sistemas e Licenciatura em Matemática. Resido atualmente na cidade de João Pessoa/PB, onde pastoreio e leciono em vários seminários.

Publicado em Igreja
5 comentários em “Estudo Bíblico: Porque Deus nos conduz ao Deserto (Estudo para o culto de doutrina da Igreja do Betel Brasileiro Geisel)
  1. graça. disse:

    pastor Josias moura. Está mensagem me edificou muito. Deus abençoe, continue assim, sendo um vaso de Deus.

  2. Pr Irani Martins disse:

    o deserto não é o que queremos!! mas é do que precisamos!! Maravilhoso Estudo!!!

  3. Eustaquio Silva Rodrigues disse:

    È possível que DEUS nos atraia mais de uma vez ao deserto na vida espiritual?

  4. ELZA BONFIM disse:

    meu amado irmão; obrigado por este maravilhoso estudo. que DEUS,continue te abençoando.

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

TOTAL GERAL DE ACESSOS:
contador de visitas

Digite seu Email para fazer sua assinatura e receber notificações deste site.
Após confirmar abra sua caixa de Email para concretizar sua assinatura.

Junte-se a 3.744 outros seguidores

Veja o curriculo eclesiástico de Josias Moura de Menezes

Veja o currículo de Josias Moura

Nosso contato:

josiasmoura@hotmail.com

Telefone para envio de mensagens SMS:

(83) 9619.9711 TIM
(83) 8612.6728 OI

ATENÇÃO: NÃO ATENDEMOS A LIGAÇÕES. RESPONDEMOS APENAS A MENSAGENS DE CELULAR.

COMPRE APOSTILAS EM NOSSA CENTRAL APOSTILAS CRISTÃS
Veja a loja Virtual do Pr Josias Moura. Clique na imagem abaixo:
Curso de teologia Básica
Curso para ministros de louvor e adoração
Curso de missões e Evangelismo
Curso de Aconselhamento e Capelânia Cristã
Curso de especialização em Hermenêutica
Adquira nossos CDS

Os cds abaixo possuem um amplo material para seu crescimento espiritual. Há estudos Bíblicos, sermões, comentários, etc..., para que você possa utilizá-los como fonte de consulta diária.

CD. 01: Biblioteca do conhecimento Teológico
CD. 02: Biblioteca do conhecimento Cristão Vol. 01
CD. 03: Biblioteca do Conhecimento Cristão Vol. 02
CD.04: Biblioteca Digital do Pregador
CD. 05: Comentários Bíblicos
CD. 06: Biblia de Estudo Pentecostal
CD. 07: Homilética. A arte da elaboração e comunicação de sermões
CD. 08: Missões e Evangelismo
CD 09. Corinhos para o culto infantil da Tia Amanda e Sua turma
CD 10: Biblioteca Digital de Estudos sobre a família Cristã
CD 11: Biblioteca Digital de Louvor e adoração
CD 12. Coletânia Digital de sermões do Pr Josias Moura
CD 13: Biblioteca dos recursos para o ministério infantil
CD 14. BIBLIOTECA DIGITAL DO CONHECIMENTO CRISTÃO VOL 03
CD 15. PLAYBACK do CD Louvores para o culto infantil Vol. 01
CD 16. Corinhos para o culto infantil Vol. 03
CD 17. Enciclopédia Bíblica- histórica – Teologica – filosófica da Bíblia – 06 volumes em arquivos digitalizados no formato PDF.
CD 18. Bíblioteca Temática de estudos para Escola Bíblica dominical, cultos de doutrina, e grupos familiares.
Comunidade
E-mail para contato:
josiasmoura@gmail.com
Comentaríos recentes deixados por nossos leitores
Marcelo Miranda em TEMA: Restituindo a pér…
Sergio Dias da silva em SERMÃO PARA EVENTO OU C…
Santa Meire em SERMÃO: ABRAÃO, UM PAI EX…
jairo da conceição em Sermão: Atitudes de…
Anônimo em Sermão para o dia dos p…
Paulo Luiz Mendonça em ANIVERSÁRIO DE 27 ANOS…
Wander Goncalves Vie… em Aula de apologética…
Jones pereira da cos… em Estudo: AMPLIANDO A VIS…
Josué do Nascimento… em Sermão para culto em a…
Josué do Nascimento… em Sermão para culto em a…
Josué do Nascimento… em Sermão para o dia dos pais: Pa…
suely em Curso de missões em Ato…
Neide Maria Conrado… em Curso on line de Anális…
Anônimo em 10.08.2014– Estudo para…
Anônimo em SERMÃO PARA EVENTO OU C…
Aqui você pode administrar o site, e instalar RSS na barra dos favoritos.
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.744 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: